Cores, texturas, modelos, o mercado oferece milhares de opções de papel de parede. E ele realmente pode fazer toda a diferença no seu ambiente, seja, sala, quarto, cozinha ou lavabo. Uma das vantagens dele é possibilitar a mudança da decoração sem fazer muita sujeira. Há como personalizar e trazer mais aconchego ao espaço. Selecionamos alguns tipos de papel de parede para ajudar na escolha:

Vinílico – de fácil manuseio, manutenção e impermeável. Também pode ser usado para camuflar imperfeições da parede. É um dos mais fáceis de limpar e com maior durabilidade.

Tradicional – ideal para aplicação em paredes lisas, contribui para o embelezamento do espaço. É um dos mais fáceis de limpar e com durabilidade maior.

TNT – o aspecto lembra tecido e a função é decorativa, podendo ser aplicado em paredes lisas ou irregulares.

Alto relevo – por utilizar espuma em sua composição, dá à parede o aspecto de alto relevo.

Veludo – dá mais requinte e sofisticação ao ambiente, porém deve ser usado em área de pouco movimento, não podendo estar exposto ao sol

Como há muita opção disponível, o ideal é levar em consideração a medida da parede ao escolher e se ela possui ou não imperfeições (furos, desníveis, etc). Também avalie se haverá alta ou baixa circulação de pessoas no local. O papel de parede que será usado no corredor de uma loja ou do shopping, por exemplo, não pode ser tão delicado quanto aquele escolhido para uma sala. Além disso, o material interfere na facilidade da limpeza e manutenção.

A definição da cor, estampa ou textura do papel de parede dependerá dos demais objetos e móveis decorativos do ambiente. Espaços pequenos pedem estampas menores, texturas mais discretas e cores mais claras, não necessariamente os três quesitos juntos. Ambientes maiores possibilitam mais ousadia na escolha com estampas mais graúdas e cores mais marcantes.

Fonte: Pinterest
Fonte: Pinterest