No mercado há inúmeros tipos de pisos, mas vamos trabalhar inicialmente com o porcelanato. Ele é um revestimento cerâmico com baixa absorção de água e alta rigidez, encontrado com diferentes tipos de acabamentos, como o Polido, o Acetinado e o Esmaltado. Veja a diferença entre eles:

Polido – Belo pelo brilho e reflexão que proporciona. Dá sensação de amplitude e elegância aos ambientes. É apresentado com várias cores e nuâncias de veios e texturas com as coleções marmorizadas. Os pisos de dimensão 60x60cm são os mais comuns, mas se você tiver mais recursos disponíveis para a obra vale aplicá-lo com placas maiores elevando a elegância do ambiente.

Apartamento com porcelanato Polido

Acetinado – Esta característica acetinada veio para complementar os gostos e aumentar as possibilidades de resultados, como os pisos com cores e texturas imitando pisos industriais de concretos e com cores terrosas. O acabamento acetinado permite o uso de materiais de decoração na composição dos espaços com tapetes e móveis com brilho, espelhados e com laca. Ou seja, tudo é possível, desde que seja harmonioso.

Futuro museu com porcelanato Acetinado

Esmaltado – Recebe um esmalte de acabamento. É muito encontrado nas texturas de madeira, com peças tipo tabuados de madeira 20x120cm.
Uma dica para quem vai comprar o piso de porcelanato é ter a atenção na rigidez do material onde vai ser aplicado, como para áreas de auto tráfego, seja pisos de PEI-4 e PEI-5. Hoje a arquitetura se mostra cada vez mais ampla no uso de materiais, podendo encontrar pisos em fachadas compondo ainda mais suas possibilidades, neste caso usando uma rigidez menor como PEI-3. Esta noção é bem significativa em relação ao custo.

Área de piscina com porcelanato Esmaltado

Outro ponto é em seu acabamento que pode ser pisos com corte reto o qual chamamos de retificado dando acabamento com juntas de 1mm, ou seja quase junta seca.

E o piso tipo Bold tem um leve arredondamento de suas arestas adequando-se a juntas entre os pisos de 2 e 3 mm. Essa característica influência no resultado que se quer e no preço também.

Os custos são relacionados ao tipo de qualidade. O Piso A, o melhor de todos, planificado, calibrado e cores precisas em seus lotes. o Piso Tipo B pode ter algumas falhas em sua calibragem.  E, no Piso C, geralmente chamado de comercial porque é usado em grandes áreas, as falhas são quase que imperceptíveis.

Voilà, agora é só planejar, pegar algumas dicas com lojistas ou contratar o seu arquiteto de preferência. Boa obra!