Uma grama verdinha e bem cuidada faz toda a diferença no visual e no paisagismo da área externa de uma casa. Em geral, temos muitas variedades de gramíneas sendo as mais utilizadas as gramas tipo São Carlos, Batatais, Santo Agostinho, Bermudas, Japonesa e Esmeralda. Cada uma com sua característica, algumas modificadas em laboratório para melhor resistência quando usada para desgaste contínuo e regeneração rápida, como é o caso da grama tipo Bermuda ideal para campos de futebol.

Fonte: http://jacobucci.ind.br/news/a-grama-certa-para-cada-local/

Uma grama muito utilizada na região sul é o tipo Esmeralda, pois tem cobertura de plantio contínuo e mais fechado, dando mais elegância aos jardins. Os cuidados para a preparação de solo são essenciais para o plantio. Primeiramente, deve-se fazer a limpeza de qualquer entulho de obra e regularização do terreno.

O próximo passo é a colocação de uma boa camada de barro vermelho sem grumos e sujeira para ajudar no nivelamento. O barro mantém a temperatura e a umidade do solo para o plantio de grama.  Depois é a hora de iniciar o plantio das placas de leiva. Na colocação, faça uma compactação do gramado usando um socador com um pedaço de tábua embaixo.

As leivas devem ser dispostas lado a lado e bem unidas para o fechamento completo do gramado. Com o plantio pronto, irrigue o gramado por 30 dias , duas vezes ao dia, nas horas mais quentes para que ela cresça sadia antes da primeira poda. As demais podas vão acontecer após a grama atingir uma altura de 3cm.

Um ponto importante para manter seu tapete verde é a adubação de no mínimo 3 vezes ao ano com terra preta tipo vegetal, pois ativa e estimula a germinação das sementes do gramado.

Bom, a partir destas dicas do plantio de principal ator do seu jardim, é só ousar na composição de plantas ornamentais, arbustos e revestimentos, mais não esqueça que a mão de obra é essencial para que tudo fique charmoso principalmente com bons ajudantes.