A peça mais importante do quarto é a cama, principalmente se ela for de casal. Então, todo o resto vai girar em torno dela. O tamanho dela tem que ser proporcional ao do ambiente, devendo compor com o restante dos utensílios ou móveis e possibilitar as áreas mínimas de circulação. Para garantir a funcionalidade é importante que seja previsto um espaço de circulação mínimo 60 cm nas laterais e 75cm no pé da cama para circulação em torno da cama.

Quanto a móveis, vale o que a pessoa quiser e o que o espaço permitir. Por se tratar de um ambiente íntimo, os móveis que vão compor o quarto dependerão dos hábitos de quem ali vai passar uma parte considerável do dia. Há pessoas que gostam de ler deitadas na cama, nesse caso o criado-mudo é importante. Existem aqueles que preferem sentar-se para ler, assim, uma poltrona e uma iluminação direcionada são fundamentais para garantir o conforto.

Não há um tamanho específico mínimo para o quarto, mas ele precisa obrigatoriamente abrigar cama, armário e espaço de circulação. Se o espaço for pequeno, é melhor usar cores mais claras. Também indicamos o uso de espelhos grandes para aumentar a sensação de amplitude.

O uso de tapete no quarto é opcional, principalmente porque muitas pessoas apresentam alergia. De toda forma, se for usado, ele deverá estar da metade da cama em direção aos pés para que a pessoa pise nele ao levantar.

Crédito imagens: Pinterest.