Descrição do projeto

Esse edifício localizado no centro histórico da cidade de Joinville foi construído em 1904 para abrigar a empresa A. Baptista & Oscar, firma criada por Abdon Baptista e Oscar Schneider, cujo objetivo era o comércio de compra e exploração de erva mate, compra e venda de produtos nacionais e importação direta de mercadorias estrangeiras na cidade e região.

Construído em arquitetura eclética com linhas neoclássicas e com dois pavimentos, o prédio impunha-se na paisagem da Rua do Príncipe no início do século, por sua imponência e presença de elementos decorativos e escultóricos.

O edifício abrigou a firma A. Baptista e Oscar até a década de 1920, sendo que em 1924 passa a abrigar a sede do Banco do Brasil na cidade, que permanece no edifício até 1959.

A partir da década de 1960, com a saída do Banco do Brasil, o edifício abrigou o Banco Comercial do Paraná e a Fininvest, que ali permaneceu até a primeira década de 2000.

Seu processo de tombamento teve início em 1994 e a homologação de sua proteção ocorre em 2001.

Atualmente o edifício abriga uma loja no térreo e uma clínica dentária no pavimento superior.

O projeto de restauração desenvolvido pretende recuperar as fachadas, que foram bastante modificadas em função dos diversos usos pelos quais passou o edifício, recompor suas aberturas, cores e materiais constitutivos.